8 fatores causadores da queda capilar


Conheça as causas mais comuns e quais são os tratamentos mais eficazes.

Certamente já passou por períodos que perdeu mais cabelo do que o normal, e se espantou com o volume de cabelo no chão ou na escova.

Saiba que não está só. A queda capilar atinge 70% da população portuguesa e não discrimina homens ou mulheres.

Os fatores que promovem a queda capilar vão muito além da sazonalidade ou da hereditariedade.

Determinar as causas da queda capilar significa, literalmente, ir à raiz do problema. É a chave para determinar a melhor solução e tratamento adequado.

A alopecia, independente do tipo, promove perdas progressivas de cabelo. Os primeiros sinais podem aparecer já na puberdade, inclusive com perdas de pêlo nos cílios e sobrancelhas.
 Algumas doenças infeciosas, autoimunes ou de caráter metabólico como hipertensão, disfunção da tireóide, tumores ou lúpus podem provocar perdas ocasionais de cabelo que, com os anos podem evoluir para alopecia.

Alterações hormonais ocorrem em vários fases da vida, sendo responsáveis por despoletar quedas capilares – A puberdade, menopausa, andropausa e mesmo um pós parto são períodos evidentes que os hormônios sexuais interferem na saúde capilar. Essas perdas geralmente são temporárias e quanto mais cedo houver intervenção, melhores serão os resultados dos tratamentos.

O stress físico ou um acontecimento traumático podem provocar o eflúvio telógeno, caracterizado por uma súbita perda de cabelo. Esse quadro pode ser revertido com o acompanhamento de um especialista.

A má alimentação prejudica o desenvolvimento e a nutrição do bulbo capilar. A falta de proteína reflete-se diretamente no cabelo, ou seja, o corpo raciona toda a proteína consumida e quando há défice da mesma, a velocidade de crescimento do cabelo diminui. O excesso de vitamina A pode ser tóxico e também resulta na queda progressiva do cabelo.

Transtornos alimentares, alusivos a perdas de peso exageradas, num espaço curto de tempo, ao provocarem alterações hormonais e, consequentemente, o enfraquecimento do pêlo, são, também, factores de perdas capilares.

Alguns medicamentos são, também, considerados causadores da queda capilar, tais como hipertensivos, anticoagulantes, antidepressivos e anticoncepcionais.

Outra consequência passa por alguns “hábitos” que temos com o nosso cabelo que, mesmo sem intenção de o fazer, prejudicam a densidade capilar, como os secadores de cabelo, lavar o mesmo com água demasiado quente, sprays e o uso diário de pranchas quentes.

Porque cada pessoa tem as suas particularidades, é preciso diagnosticar a origem da queda capilar. Este, é um problema com múltiplas soluções.
 O Tratamento Transdérmico, purifica o couro cabeludo e prepara-o para ser nutrido.
 O PRP centra-se em, após separar as plaquetas, injetar o sangue do paciente na área lesionada. As plaquetas contêm fatores de crescimento que ajudam a estimular a cura natural.

Um combinado de vitaminas e medicamentos compõem a Mesoterapia, a qual pode ser complementada com o Laser Capilar. Este último, é responsável pela melhoria da circulação e oxigenação do couro cabeludo.
Como podem ver, na Rejuvemed, estamos preparados para travar a queda capilar, seja qual for a sua causa.

Marque a sua consulta gratuita e descubra os descontos nos tratamentos capilares.

Estamos a sua espera.

{custom-field-SGdI}
{custom-field-FPcQ}
PGlmcmFtZSB3aWR0aD0iMTAwJSIgaGVpZ2h0PSIxMDAlIiBzcmM9Imh0dHBzOi8vd3d3LnlvdXR1YmUuY29tL2VtYmVkLzhLb2dIN1F3N1RjP3JlbD0wJmFtcDtzdGFydD0xIiBmcmFtZWJvcmRlcj0iMCIgYWxsb3c9ImF1dG9wbGF5OyBlbmNyeXB0ZWQtbWVkaWEiIGFsbG93ZnVsbHNjcmVlbj48L2lmcmFtZT4=