Conheça as 4 principais manchas mais comuns após o verão e suas caracteríticas

Tratamentos estéticos dermatológicos trazem harmonia ao tom da pele e corrigem a ação dos raios ultravioletas.

Manchas na pele. Estão no nosso corpo e rosto o ano todo, porém, com a chegada do verão, a exposição solar aumenta, fazendo com que algumas piorem e até mesmo possam surgir novas.

As manchas na pele são uma resposta orgânica a uma ou a um conjunto de agressões que ocorrem na pele ao longo da vida.

 

Os melanócitos, responsáveis pela pigmentação da pele, são estimulados fazendo com que ocorra uma hiperpigmentação local.

É verdade que este ano o verão, em Portugal tem sido atípico, mas quando o sol aparece todos queremos aproveitar um bom dia de praia ou piscina.

As 4 manchas na pele mais comuns, provocadas pelo sol são, o melasma, o lentigo, as sardas e a leucodermia solar. Todas tem predisposição genética, mas com a exposição solar sem proteção poderá provocar o seu agravamento ou, em pouco tempo, surgirão como resposta orgânica.

O melasma é uma mancha de cor castanha, que aparece em pessoas geneticamente predispostas quando há a combinação de alterações hormonais com a exposição excessiva aos raios ultravioletas. A puberdade, o uso de pílulas anticoncecionais, a gravidez e a menopausa promovem alterações hormonais, e como podem ver, todos podemos passar por uma delas. Se houver predisposição genética, a combinação com o excesso de sol aumenta a possibilidade de ocorrer melasma nas zonas mais expostas.

O lentigo solar é cada vez mais comum em pessoas jovens. É similar ao lentigo senil, mas o seu aparecimento é mais comum nas costas ou nas mãos, proveniente das horas de sol a mais e sem proteção. São manchas castanhas que parecem “respingadas” devido ao seu caráter irregular.

As sardas, velhas conhecidas, surgem durante a infância podendo desaparecer na fase adulta. Mas se não desaparecerem, quando estamos expostos ao sol, intensificam a coloração. Isto acontece porque este tipo de mancha, embora já instalada, é fotossensível e sempre que estamos expostos a radiação solar, respondem.

Por fim, e porque o universo não vive só de manchas castanhas, temos a leucodermia solar ou sarda branca. Estas, talvez, sejam as menos notórias, pois são manchas brancas que aparecem nos antebraços ou pernas. São provocadas pela exposição solar acumulada ao longo dos anos que causam dano do melanócito.

Mas nada como procurar aconselhamento junto de profissionais especializados em medicina estética para detetar qual será o seu caso e aplicar o tratamento correto. Na Rejuvemed temos várias opções de tratamentos contra as manchas e experiência em diagnósticos precisos. Os tratamentos despigmentantes tem o objetivo de trazer harmonia e corrigir a tonalidade da pele. Podem reduzir completamente ou atenuar a cor intensa ou a própria descoloração da pele. A conjugação do diagnóstico e a escolha do tratamento correto garantirá os melhores resultados.

Marque a sua consulta gratuita e deixe que a Rejuvemed cuide da sua pele.

A propósito, não percam o próximo post do BLOG. Falaremos em tratamentos pós verão que a deixarão mais jovem e saudável, apenas à espera da próxima estação.

{custom-field-SGdI}
{custom-field-FPcQ}
PGlmcmFtZSB3aWR0aD0iMTAwJSIgaGVpZ2h0PSIxMDAlIiBzcmM9Imh0dHBzOi8vd3d3LnlvdXR1YmUuY29tL2VtYmVkLzhLb2dIN1F3N1RjP3JlbD0wJmFtcDtzdGFydD0xIiBmcmFtZWJvcmRlcj0iMCIgYWxsb3c9ImF1dG9wbGF5OyBlbmNyeXB0ZWQtbWVkaWEiIGFsbG93ZnVsbHNjcmVlbj48L2lmcmFtZT4=